Enfim a luz
(Nelson Ferreira)

Já se passaram 100 anos de existência
Que o cavaleiro da concórdia aqui chegou
Vivo implorando a Divina Providencia
Pra ver a luz do meu Mestre o Salvador

Estou sabendo de toda a verdade
Brilhantes provas na escrituração
Mas quem não quer ter a felicidade
De ver a luz que ele trouxe com a razão

E caminhando numa bela madrugada
Quando avistei ao longe um clarão
E a noite ficou toda iluminada
Toda repleta de estrelas pelo céu

Esta visão tudo muito envolvente
E do espaço uma luz então surgiu
O seu brilho por demais incandescente
Cuja beleza ser humano jamais viu

Mas encontrei a luz linda e prateada
Com seu esplendor iluminou o céu
Aquela mesma que na data tão sagrada
Se fez presente ao nascer Pai Manoel

Hoje vivendo a favor da humanidade
Divulgando noite e dia esta obra sem parar
Sinceramente quem conhece tanta verdade
Por mais que faça salvação irá rogar

E vou contando e cantando a minha historia
Serenamente aguardo a hora de voltar
Desta vida estou partindo para a glória
Mais que nobreza ir viver no meu lugar

Pois neste mundo tudo aqui é aparência
Sempre vivemos no palco da ilusão
Na verdade todos já nascem morrendo
Para a eternidade estou nascendo
É a consagração