Mãe nativa
(Zito)

Nada se perde nesta vida
Tudo volta ao ponto de partia
O brilhante da Imunização

Terra, mãe nativa da humanidade
Em teus seios só existe a falsidade
Entre o seus filhos de criação

Terra que alimenta neste mundo de maldade
Mas tudo isso teve a necessidade
Para chegar a Redenção

Terra lhe agradeço com respeito e sentimento
Oh! Mãe querida que nos dá o alimento
Tão natural que ninguém pode perceber

Hoje encontrei a grande verdade
Na Cultura Racional a eternidade
E a razão do meu viver

Só lamento o tempo perdido
Por na matéria tanto tempo vivido
Desconhecido do meu natural

Mas agora a solução encontrei
Na origem a causa eu achei
A razão de ser um animal

Já fui puro limpo e perfeito
Por desobediência
Fiquei desse jeito
Imbuído nessa deformação