Bem Aventurados
(Filhos do Racional Superior)

Autor: Luiz Racional e Ricardo da Paz

Bem aventurada eterna voz do absoluto
Ecoando seu brilho pelos baixos mundos
Bem aventurados Filhos do Racional
As sementes voltando ao seu estado natural

Bem aventurado o eterno absoluto
Preparando as sementes perdidas no escuro
Planificando além de todas as formas
Cruzando o espaço o filho à casa retorna

Cultivo a vida independente da matéria
Bem aventurado no estudo da vida eterna
Eclode a vibração da energia consciente
Visitante e retirante festejando pra sempre

Abençoados os caminho da lapidação
Cujo amargor é o remédio dos cegos do chão
Cujo amargor cura toda a inconsciência
Salve o conhecimento da divina providência

Bem aventurados meus irmãos Racionais
Em seu fecundo labor de salvação e paz
Operando naturalmente pelos baixos mundos
Cruzando os céus em questão de segundos

Bem aventuradas as energias eternas
Vem resgatar as sementes deformadas
Perfeitas energias do consciente supremo
Me trazendo a lembrança do Mundo eterno

A origem chama, as mentes são os radares
Captando os chamados da base na eternidade
Operando os controles da superconsciência
Lapidando as arestas das incongruências

Recebendo orientação, preparando a viagem
Pelo cosmo regresso para a eternidade
Para o meu verdadeiro estado puro natural
No meu mundo origem, Super Mundo Racional

Bem Aventurado o comando terreno
Energia vibrando no comando supremo
Multiplicando a cada instante todos os canais
Focalizando vigilante células Racionais

Bem Aventurado o comando Supremo
Perfeição ascendente, brilho do Super Mundo
A eternidade é um estado de graça
Além de descrições onde a vida não acaba

O Super Mundo é diferente e não tem rotação
Mundo eterno onde a vida é independente de si
Não precisa de Sol pra sua iluminação
Emana Racionalmente da vida que paira em si

Bem aventurado aquele que eu chamo de Pai
Extra habitante do mundo onde reina a paz
Salve os habitantes do Mundo Racional
Viajando aos baixos mundos resgatando o animal

Indescritível o dia da consciência total
Os planetas voltando ao seu estado natural
Sem choques, lutas, vencedores ou vencidos
Apoteose Racional, sem invasores e invadidos

Bem aventurado quem aguenta a lapidação
Bem aventurado quem segue sem hesitação
A inconsciência, aumenta, o rosário da vida
Pensamento energia tão confusa quanto antiga

Trazei o fluido Racional na sua mente
Leva o vivente ao poder do equilíbrio
Lapidação necessária para o inconsciente
O pensador é um radar avariado sem brilho

Inconscientes na fase de liquidação
São os mesmos que buscam a Imunização
Ir contra o Universo é coisa de infante
É uma formiga tentar fazer frente ao elefante